Sendo 2012 o Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e Solidariedade entre Gerações, este fim-de-semana um ciclo de cinema documental dedicado ao tema ‘Envelhecimento Ativo’. Sábado e Domingo no Cinema Nun’Alvares que inicia com a Lisboa Domiciliária de Marta Pessoa e acaba com A Nossa Forma De Vida de Pedro Filipe Marques. A importância dos idosos na história urbana que tanto tenho vindo a defender como património humano da cidade.

Lisboa Domiciliária
Realizador: Marta Pessoa Documentário, Portugal, 2009, 92′, Cor Lisboa.
As casas morrem de velhas, mas não morrem sozinhas. Nos prédios altos, por detrás das janelas, há um mundo dentro do mundo. São pessoas, idosos na maior parte, quase imóveis. Os corpos unem-se às casas e criam uma nova arquitetura. Para entrar neste universo é preciso mais do que passar a porta.

As The Sun Begins To Set
Realizador: Julie Moggan
Documentário, Reino Unido, 2006, 58′, Cor
Houve uma altura em que uma viagem a bordo do cruzeiro Queen Elizabeth II era o máximo do luxo, apenas acessível a milionários. Os tempos mudaram e o navio está agora cheio dos mais diferenciados passageiros, quase todos ingleses e quase todos idosos. Hoje, os reformados ingleses médios concretizam o sonho das suas vidas viajando a bordo. Ficamos a conhecê-los melhor durante um destes cruzeiros. A observação social torna-se um pretexto para contar uma história agridoce sobre o amor e o tempo que passa.

Meet The Fokkens
Realizador: Gabriëlle Provaas, Rob Schröder
Documentário, Holanda 2011, 70′, Cor
A profissão mais antiga do mundo: a prostituição. Ser prostituta vem com uma espécie de franqueza desarmante em relação a outras profissões: nunca se confunde amor com trabalho, por muito sexo que esteja envolvido. O Red Light District é a Meca da prostituição e Luise e Martine Fokkens, duas irmãs gémeas adoráveis, têm mais de 50 anos de experiência. Elas são simples e estão felizes por contar a sua história sem a necessidade de explicações, desculpas ou dramatismos. O filme em si não levanta quaisquer questões morais e elas nunca são vitimizadas. O filme é dado de forma pragmática partindo de um perspectiva optimista e cheia de humor. Estas raparigas são simplesmente adoráveis, elas compram preservativos,
consultam as novidades em vibradores, estão atualizados no que toca a todos os brinquedos sexuais de Amesterdão, assim como qualquer dona-decasa está em relação a equipamentos de cozinha. Elas são tão joviais e aventureiras, espancam os seus clientes, dançam com eles, envolvem-se no jogo dominatrix – elas têm uma vida plena.

A Nossa Forma De Vida
Realizador: Pedro Filipe Marques
Documentário, Portugal, 2011, 91′, Cor Na cauda da Europa, oito andares acima d’água, o casamento entre o eterno proletário Armando e a dona de casa Maria Fernanda sobrevive há 60 anos. Como parceiros do mesmo crime, a partilha das suas visões do mundo transforma o quotidiano de um país em decadência económica numa breve comédia da vida. Num filme com a forma de iglo, estes guardiões do passado, deixam o mundo dos mass media inundar a sua torre de controlo, desenhando um retrato no presente da experiência da classe trabalhadora Portuguesa.

Sábado, 1 de Dezembro
19h00 | Lisboa Domiciliária | Realizador: Marta Pessoa
21h30 | Meet The Fokkens | Realizador: Gabriëlle Provaas, Rob
Schröder
Domingo, 2 de Dezembro
19h00 | As The Sun Begins To Set | Realizador: Julie Moggan
21h30 | A Nossa Forma De VIDA | Realizador: Pedro Filipe Marques
Com a presença do Realizador

Bilhetes disponíveis em
Galeria Artes – Edifício Mota Galiza, Rua Calouste Gulbenkian 233 Lisboa
Tel. 226 09 3732 / 925 983 054
até 30 de Novembro, terça a sábado | 12h às 18h
Cinema Nun’Alvares
Rua Guerra Junqueiro, 489 Porto
Tel. 937 060 067
1 e 2 de Dezembro | 18h00 – 21h00

esta plataforma Atlântica no facebook está aqui