Acho que nunca pedalei com tanto frio como nos meus dias vividos na Holanda, e os Holandeses estão sempre a surpreender-me na sua criatividade, mas aquecer as ciclovias, é mesmo ambicioso.

A ideia é recorrerem a energia geotérmica para prevenir a formação de gelo, para incentivar os 18 milhões de bicicletas a pedalar também no inverno nos 35 mil quilometro de ciclovias no país. Marcel Boerefijn, um dos mentores da proposta ambiciosa – cada quilometro têm um custo de de cerca de €30 mil por quilometro - defende o uso de sal nas estradas e os acidentes, não apenas nos carros nas claro nas bicicletas, que com gelo por mais de quatro semanas atingem os cerca de 7 mil acidentes. Utrech e Zupten serão as cidades que aguardam um estudo para implementação da ideia. Se de facto avançar é de se lhe tirar o chapéu, estes holandeses não páram.

esta plataforma Atlântica no facebook está aqui