Conheci o Tim Little num evento especial no Ritz Four Seasons Lisboa. Já não são muitas as vezes em que os salões se enchem de luz e no lançamento de Chivas Regal 12 Anos “Made for Gentlemen” by Tim Little, a morada carismática da Rodrigo da Fonseca ganhou uma luz especial. Escolho os eventos a dedo, não apenas por falta de tempo, mas porque sou muito criteriosa em todas as minhas escolhas.

Tive o prazer de escrever para a Chivas durante mais de um ano, entrevistando muitas personalidades da nossa cidade. O que seria invulgar aceitar, tornou-se bastante obvio quando tive acesso ao movimento, que já na altura estava alinhada com os valores humanos que estes tempos de crise tanto nos resgatam.

De porta fechado mas muito simpático em conversa Tim Little deu à luz a 19 de Abril de 1997, a sede da Tim Little em King’s Road,  Chelsea, uma loja que começou a vender a primeira coleção de sapatos de Tim Little, construída utilizando elementos clássicos da sapataria inglesa com a introdução de um toque modernista com detalhes de estilo, materiais e cores. Passados largos anos sobre esse dia, muito aconteceu e muita gente rendeu-se aos seus sapatos. Nomes como Jeremy Irons, John Lee Hooker ou Elton Jonh são clientes da casa, com sapatos que começam nas £800.

A loja de Tim Little dá mais a sensação de uma confortável sala de estar do que uma loja. Um local onde se pode ir, sentar numa poltrona de couro à lareira e experimentar os mais fantásticos sapatos feitos à mão. E apesar dos sapatos Tim Little serem vendidos nas mais famosas lojas em todo o mundo – como o Harrods, Selfridges, Barneys ou Saks – do Japão aos Estados Unidos, a loja de King’s Road continua hoje e sempre muito selectiva e especial, porque Tim Little acredita que ninguém melhor para vender os seus sapatos do que ele próprio. Pelo que percebi da nossa conversa não me espanta.

Para além da marca de calçado com o seu nome, Tim possui a Grenson – uma das mais famosas marcas de sapatos inglesas, fundada em 1866 e que tive o privilégio de conhecer em Copenhaga– e é sócio da marca de produtos para velaGill e é conselheiro da empresa de bicicletas Rapha.

Tim Little tem colaborado com inúmeras outras marcas, como Tods, Rag and Bone, Albam, Dunhill, Joseph, DAKS, Gieves and Hawkes, entre outras. Fã incondicional de Blues, Tim baptiza todos os seus sapatos com nomes de  canções de blues, o que resultou no facto curioso do músico John Lee Hooker ter comprado um par de sapatos com o nome de uma música sua: “ Whiskey & Women”.

Ousada, expressiva e masculina, a lata coleccionável “Made for Gentlemen”, criada pelo designer britânico de sapatos Tim Little, é caracterizada por uma elegante desconstrução de um dos básicos dos cavalheiros com estilo, os brogues feitos à mão. A marcante embalagem, que alberga uma garrafa de Chivas Regal 12, destina-se aos apreciadores de whisky e a todos aqueles que apreciam as coisas boas da vida. Por isso esta edição especial da Chivas Regal 12 Anos e os sapatos artesanais de Tim Little nasceram ambos do investimento em tempo e em competências passadas através de gerações e continuam a ser marcas de estilo contemporâneo, sabedoria e luxo.

Nas palavras de Tim Little ,”Os homens de hoje apreciam o luxo que passa o teste do tempo. Para mim, esta colaboração significa reunir uma herança rica e histórias, especialistas em artesanato que fazem produtos especiais e memoráveis para homens. Adoro o facto da embalagem realmente se destacar e os elementos desconstruídos do icónico brogue – realmente desfrutando de um renascimento do estilo no momento  – serem imediatamente reconhecíveis”.

Esta edição  ‘Made for Gentlemen’ é a primeira de uma nova série anual de colaborações com artesãos modernos que partilham a paixão pelo estilo, sabedoria, património e criatividade. Mais aqui.

esta plataforma Atlântica no facebook está aqui