Arranquei do Chiado com destino ao L’And Vineyads e fiquei impressionada pelos 50 minutos de distância de Lisboa. Ando a ir para fora cá dentro a bordo de um mínimo mas muito seguro e confortável Up e mesmo tendo o pé pesado,  nunca ultrapasso os limites de segurança, por isso confirmo a pequena distância que este pequeno paraíso tem de Lisboa.

Surpreendente nas linhas, mas também no acolhimento – e aqui o João faz toda a diferença –  as terras do  L’And Vineyads fazem deste retiro uma elevação à natureza. A cultura do vinho é nessa inspiração, a grande identidade do L’And Vineyards e a paisagem, desenhada pela vinha, alcança o verdeiro sentido ao cenário edílico, onde a produção do seu vinho próprio – L’And Wine – dá sentido a cada movimento.

Calhou-me uma Sky View Suite, que abre rasga uma janela em cima da cama. O tempo não me permitiu ver as estrelas no céu, mas a suite encheu-me as medidas pelo conforto e pelas diferentes areas, bem definidas. Uma lareira à porta com vista para o lago, um sofá imensamente confortável, um quarto acolhedor e uma casa de banho espaçosa que culminavam no terraço exterior com piscina que fará as maravilhas de verão.

A L’and Made é a marca da casa,  responsável pelos amenities do quartos, um dos mais bem conseguidos que tenho encontrado por Portugal. De aromas da própria terra, a chapa de metal pendurada no frasco, ao serviço do cliente, relembrou-me as garrafas mais antigas da garrafeira do meu Pai, elevando o gel de banho e o creme de corpo a uma casta floral especial, conseguido a partir das entranhas da terra. Os restante amenities do quarto escondem-se numa caixinha, que mesmo parecendo de um toucador, não deixam de fazer um elogio à natureza, presente na sustentabilidade ambiental que o L’and defende.

Inspirado na vinha também o SPA é inspirado no vinho, no abraço da vinoterapia da francesa Caudalie. Tenho sempre pena quando não se inventam marcas portuguesas – e deixo o desafio – mas a qualidade de tratamentos do Spa assim como as técnicas da Caudalie surpreenderam-me muito, que nas mãos da Rita, apresentaram uma enorme maturidade para a sua idade.

As lareiras, a qualidade do pequeno-almoço (que maldade as maravilhosas bolas de Berlim miniatura logo pela manhã) e a simpatia de toda a equipa do restaurante L’And, orquestrado pelo talento do chef Miguel Laffan, merecem uma visita de Inverno. Sem qualquer dúvida uma morada a explorar para um fim-de-semana de ano novo ou em 2013, um ano que será exigente mas que cada vez nos atrai mais à natureza e à humanidade. E disso o L’And Vineyards percebe e bem.

L’And Vineyards
Estrada Nacional 4, Herdade das Valadas
Montemor-o-Novo, Évora
Tel. +351 266 242 400
www.l-andvineyards.com

este ‘fui para fora cá dentro’ aconteceu a bordo de um Up

esta plataforma Atlântica no facebook está aqui