“estão lá todos: o capilé, a gasosa, a ginja, o pirolito e até a castanheira. o quiosque fica na praça mais bonita e mais maltratada da cidade, a Praça de São Paulo. Catarina e João, para quando mais uma recuperação a juntar aos vossos feitos estóicos por Lisboa?”

“O Verão reconhece os viajantes que percorrem as colinas, enquanto a cidade flutua com a brisa atlântica a arejar as esquinas da cidade. Mas e o refresco, onde está o refresco?Os quiosques devolvidos à cidade – nas Praças do Camões, Praça das Flores e Praça do Príncipe Real – marcam ponto de encontro com bebidas inspiradas em receitas centenárias. Confeccionadas com menos açúcar, a limonada chic, a famosa orchata, o chá gelado com jasmim ou o capilé são escolhas geniais para quem deambula pelas calçadas portuguesas.”

Pin it

Pin it

Os dois parágrafos em cima foram escritos em 2009, e quem me conhece sabe que acho a Praça de São Paulo uma das mais bonitas de Lisboa.

Finalmente foi-nos devolvido o quiosque de uma das praças com mais potencial de Lisboa, a Praça de São Paulo,  e por isso hoje festejo a feliz notícia. Pirolitos, só as garrafas que um dia resgatei da Feira da Ladra para viajar até à minha infância, mas já me conhecem, sobre o potencial da minha cidade, só penso grande e sempre com olhos no futuro e no possível, por isso hoje o presente é abundante.

Aqui fica a minha homenagem à Cataria Portas e ao João Regal, que tanto têm feito pela marca Lisboa (são dois estóicos visionários que têm feito acontecer ao nível da excelência a marca Lisboa) e que hoje me devolveram um dos meus maiores sonhos, a devolução de um quiosque à altura de uma das praças mais bonitas do mundo.


Pin it