chegas-me sempre devagar. do sul de França passas pela minha cidade a deixar rasto, a deixar um perfume onde a malha da vida se constrói quase sem tempo. talvez o ser humano mais puro que a minha essência alcança, nestes dias tão frágeis que o mundo transpira. são lindos os postais que guardo no nosso tesouro, com...