Pin it

Um elogio a Lisboa
Lisboa mexe e mexe muito bem no bairro abençoado da capital. Pela iniciativa de Susana Felicidade e de Tânia Martins, o sucesso da Taberna Ideal estende-se agora a uma Petiscaria duas portas abaixo. O efeito da Taberna tem sido tanto – de facto o espaço retro, a qualidade dos ingredientes, as sublimes receitas da Susana, a um preço bom para todos são um casamento notável – que é quase impossível marcar mesa na Taberna com menos de duas semanas de antecedência. Por isso a Petiscaria funciona de forma diferente, não há marcações e quem chega vai-se sentando. O ambiente faz-me sentir em casa, pois na homenagem à minhas raízes onde predominam os antiquários-alfarrabistas reconheço as peças transformáveis, num cenário elevado. Paredes azuis anos cinquenta, azulejos hidráulicos de Estremoz do Mestre Lúcio Zagalo e mesas antigas de sala de aula de ciências são iluminados por candeeiros industriai. No que toca a petiscos há muitos e excessivamente bons e estas linhas não dariam para todas as minhas sugestões, mas elevo o ‘Polvo como se faz na Arrifana com batata-doce e molho de tomate’, a de chorar por mais ‘Massa fresca com vieiras e coentros’, o ‘Estufadinho de carne de porco preto com compota de pimentos’ e os clássicos ‘Ovos mexidos com espargos e cogumelos’. Ainda a ‘Batata de Aljezur frita’ e para acompanhar a ‘Sangria de espumante com maça verde e canela’. Nas sobremesas o ‘Gratinado de pêra’, o ‘Pudim de batata doce’, a ‘Mousse de chocolate com aguardente de medronho’ e o ‘Bolo de cacau coberto de chocolate de leite condensado’. Como se tudo isto não bastasse ainda a importância das pessoas. O Ricardo e a muito simpática e eficiente Catarina acompanham as hostes da casa. Mas o melhor de tudo, a mistura de clientes (nas mesas altas), a simplicidade, o aproveitamento dos objectos mortos, numa das salas de jantar mais caseiras e animadas do momento, numa morada que me confirma com satisfação, a energia certa de uma cidade europeia.
Petiscaria Ideal
Rua da Esperança, 100 Lisboa
Tel. 21 397 1504
Ter a Sáb 19h – 02h
A partir de €17

O Chiado é Largo
Abriu recentemente no coração do Chiado, a assinatura de interiores é de Miguel Câncio Martins e é o novo restaurante sensação da cidade. Referências à parte, aplico mais uma vez o lema de que a satisfação é igual à realidade menos a expectativa. Conhecendo muitos dos restaurantes de Paris assinados pelo mesmo designer de interiores – e tenho a ousadia de recordar as boas memórias do Man Ray na Rue Marboeuf nos Champs Elysees à dez anos atrás –  confesso que estava curiosa e expectante. Talvez tenha ficado mais exigente com a minha idade balzaquiana, mas não me rendi ao que fizeram com os antigos claustros do Convento da Igreja dos Mártires. As abóbadas em pedra descascada e os pilares estruturais da sala mereciam mais do que uma mistura empolada de verde e rosa e que na minha opinião não enaltece os traços históricos da estrutura do espaço. A cadeira onde me sentei fez-me sentir a Cleópatra, mas infelizmente sem pajens. E no caso de não os levar consigo é melhor pedir um javali para a mover. Na senda da salvação, o serviço é muito atencioso e a minha identificação enquanto mulher atlântica gosta dos aquários, onde observo a natureza em várias cores. No destaque da carta concebida pelo chefe Miguel Castro e Silva – e fui mais do que uma vez para ter a certeza que estas palavras seriam justas – nada me ficou na memória a não ser um risoto de trufas extraordinário que roubei do prato da minha companhia. Para elevar o copo meio cheio, gosto e agradeço tudo o que faz a minha cidade acontecer, mas elevo o caminho da simplicidade, num Largo onde nasceu o nosso mais ilustre poeta, e que tanto dizia que ‘não basta existir para ser completo’.
Largo
Rua Serpa Pinto, 10A Chiado, Lisboa
Tel. 21 347 72 25
www.largo.pt
Seg a Sáb 12h30 15h e 19h30 – 00h
A partir de €30

Ir para fora cá dentro
Um projecto da Arte Assinada – conceito criado por Armando Ribeiro entre os anos 2002 e 2008 – que teve a ambição de criar um guia de Portugal. A partir do sonho de Otávio Gomes, um luso-brasileiro – dono da Arte Assinada – apaixonado pelo nosso país, a criação de um kit composto por um de um guia geral, seis mini-guias com percursos detalhados e sugestões específicas, um cd de originais de música portuguesa, um cartão prestígio (com acesso a descontos), um mini-guia e ainda um Mapa de Portugal Continental, Açores e Madeira. Uma sugestão completa para planear a aventura de viajar fora cá dentro.
Viver e Sentir Portugal
Fnac
Armazéns do Chiado Rua do Carmo, 2 Lj. 407 Lisboa
Seg a Sáb 10h – 22h
Edifício Palladium Rua Stª Catarina, 73 Porto
Seg a Sáb 9h – 22h e Dom 10h – 21h
www.arteassinada.pt
€38

crónica ‘Pelas ruas da cidade’ publicada na edição de Maio de 2010 na GQ