Pin it

O nome Sancha Trindade diz-lhe alguma coisa? Se é um leitor atento desta casa digital e um fã incondicional da capital portuguesa, então deverá saber de quem se trata.

Living e Travel são os universos que domina; Lisboa, a cidade que ama. Podemos lê-la no blogue que escreve há mais de cinco anos, Lisboa Na Ponta dos Dedos, em publicações como a Fora de Série (Diário Económico), Revista (Expresso), GQ, e na secção ali ao lado, Saída de Emergência. Além da escrita, Sancha dedica-se ainda a outras iniciativas na capital, como por exemplo a realização de montras vivas em vários bairros lisboetas.

Quisemos conhecer os rituais de beleza que escondem as suas palavras. E Sancha contou-nos tudo.

“Há muito anos que uso os produtos naturais da Gernetic, uma marca francesa que nasceu na altura da II Guerra Mundial com o objetivo de regenerar a pele queimada e que deu origem a um dos meus cremes de eleição – o Synchro.”

“Na maquilhagem, sou fã incondicional da M.A.C, com nota vinte para os pincéis e para as linha Mineralize e Prep + Prime. Desta última, gosto especialmente do Skin, que, antes de qualquer maquilhagem, prepara a pele com uma textura de veludo indescritível. Nas sombras, que não uso todos os dias, gosto do negro com brilho e, para o verão, os tons de Cleópatra Deep True e ShimmerMoss, que complementam o Power Point Eye Pencil Engraved, tudo da M.A.C.”

“Para o cabelo, não dispenso a linha Redken Nature Rescue e a Redken All Soft. Gosto de finalizar com o óleo protetor Essence Absolue, da Shu Uemura Art of Hair. Na praia protejo sempre o cabelo com o Color Extend Sun Sparkling Shield Leave-in Smoother da Redken, que por ter brilhantes, deixa o cabelo cheio de luz.”

“Num plano diário, limpo e hidrato a pele de manhã e à noite, sempre com o cuidado do protetor solar da Uriage. O meu dia inicia-se com um ritual Atlântico, a apreciar o rio enquanto bebo meio litro de água. Aproveito para reunir os sentimentos positivos, já que a beleza vem de dentro e, também por isso, a importância da água e de uma alimentação equilibrada à base de peixe fresco, legumes e frutas (de preferência comprada em supermercados biológicos como o Brio ou o Miosótis). Já não dispenso o pão biológico da Miolo e também há na despensa chocolates sempre com 70% de cacau da Claudio Corallo.”

“Um dos meus luxos é tomar banho com uma vela Diptyque de Freseas. Flores frescas espalhadas pela casa, de preferência frésias ou peónias, que costumo ir buscar aos mercados dos bairros da cidade. No Verão, o óleo da Nuxe Prodigieuse Or, a seguir à praia, deixa a pele bonita e luminosa.”

“É urgente e fundamental viver em verdade interior. A luz exterior é uma energia que vem de dentro, porque somos bombardeados por tudo e mais alguma coisa durante o dia e, para não me esquecer do potencial mais divino para o qual fomos feitos, é fundamental manter uma das paredes da casa em branco, como se fosse um espaço puro, onde limpo a mente no fim do dia. É também importante a marca dos livros, para ser fácil regressar às palavras que me marcaram e que muitas vezes são sábias para concretizar e continuar a construir os meus sonhos.”

“Nos rituais, como costumo correr junto ao rio, sabe-me bem recuperar com o Hammam Body Scrub da holandesa Rituals, com sal do mar, gengibre e eucalipto fresco; e com o óleo biológico para massagem com arnica, da Weleda. Também adoro usar óleo no final do banho: gosto muito do Superbly Restorative Argan Dry Oil da Kiehl’s e, ultimamente, tenho usado um que me aproxima do Atlântico, o óleo Beach da Bobbi Brown.”

Dentro na carteira, não pode faltar uma garrafa de água de 50 cl, o No-Shine Moisturizing Lip Balm e o Superbly Restorative Argan Skin Salve mãos, que uso para as mãos, ambos da Kiehl’s.”

por Sara Gomes e Carolina Almeida para o Self Service da Vogue aqui.
Pin it
Pin it
Pin it