Pin it

Vá pelos dedos dela
Sancha Trindade tem um fascínio especial por estações, sejam elas de comboios, de metro ou aeroportos.
É por isso que o seu novo site, A Cidade Na Ponta Dos Dedos (que vem substituir o blogue “Lisboa na Ponta dos Dedos, que mantinha há seis anos”) não é só um site, é uma plataforma. “Chamei-lhe Plataforma Atlântica porque é um porto de embarque, um ponto de partida e chegada para descobrir a cidade, onde todos os dias se pode apanhar uma carruagem para algum lugar”, explica esta alfacinha de gema.

Se a palavra existisse, Sancha seria o exemplo acabado do “alfacismo”. Nascida na Estrela, o pai era alfarrabista no Chiado, e a paixão assolapada por esta cidade começou logo na infância. “Cresci no Chiado antigo, comia as panquecas da Casa de Chá Caravela, lembro-me de em miúda ficar fascinada com a cidade.”

Formada em História de Arte, viveu durante três anos fora de Portugal e foi quando regressou a Lisboa que decidiu criar o blogue Lisboa na Ponta dos Dedos. Diz que foi a forma de se aproximar outra vez da cidade, de não ter receio de voltar a viver cá. “Quando voltei, pensei: não tenho de ter medo de viver em Portugal, tenho é de fazer dele um sítio de onde não me apeteça sair.” Seis anos depois, o blogue cresce e Sancha é agora uma espécie de lisboeta profissional. Na sua Plataforma Atlântica há, entre outras coisas, histórias, crónicas e dicas várias sobre a cidade, mas também se fala de preservação e património, das pessoas por trás dos projectos que constroem a cidade ou outras com quem Sancha simplesmente troca dois dedos de conversa, seja o arrumador de carros ou o taxista. Tudo traduzido para inglês, já que um dos objectivos de Sancha é ser uma espécie de embaixadora do país e que a Plataforma funcione como um interface para o outro lado do Atlântico. “Acredito mesmo que Portugal não é o fim da Europa mas precisamente o contrário, é o início, e eu quero elevar a marca Portugal.” Descubra-a em www.acidadenapontadosdedos. com.

artigo publicado por Inês Lopes Gonçalves dia 12 de julho 2012, na Time Out