Pin it

Já me tinha apaixonado pela campanha, por ser um elogio à natureza ao lado mais humano da vida, grande tendência do lado mais bonito da crise. (mais aqui).

Depois do convite aos Burgueses para o primeiro filme, ‘partilha o que te vai no coração’, eu aceitei o questionário humano e emocional para o segundo filme, ao lado dos convidados o Paulo Arraiano e o Mário Príncipe.

Nenhum dos convidados foi remunerado para dar a entrevista e eu aceitei o desafio, convicta da importância humana do tema, nos dias que correm. Uma bonita experiência onde adorei ser entrevistada pelo Nuno Patrício Mendes, no meu querido Palácio Belmonte. A entrevista mais bonita que alguma vez dei.