Pin it
Pin it

A Same Same é conhecida no Príncipe Real por ter uma seleção escolhida a dedo de artigos orientais, trazidos diretamente da origem. Este ano, a famosa morada – que move fãs de todo o país a deslocarem-se a Lisboa para ter uma pashmina, tecida com amor, a valor justos – passa o Verão como uma ‘Temporary Summer Store’, na Comporta, até Setembro.

“Same Same, but different” é uma expressão tailandesa de algo que parece igual, mas é diferente em vários aspetos. Nuno Campos é o viajante sonhador e descobridor de artigos de qualidade, feitas por mãos que são pagas pelo seu talento de forma justa. Das suas viagens de quatro meses por ano pelo Laos, Tailândia, Camboja e Índia, chegam a Lisboa peças lindíssimas de cooperativas de mulheres e famílias que produzem manualmente écharpes em seda, caxemira e joalharia em prata.

Na Same Same, todos os produtos são trazidos das aldeias orientais e a missão é selecionar designs e materiais invulgares – sempre de locais de confiança – que contem a história de quem os fez. Por isso mesmo, no projeto Same Same não há intermediários, e são Nuno Campos e Tatiana Ferreira que procuram novos produtos e as suas histórias fascinantes, como réplicas de joalharia tribal antiga, écharpes do Laos feitas por um movimento que visa dar maior autonomia às mulheres, ou peças assinadas por artesãos locais, como as pashminas da região de Caxemira.

A relação de Nuno com as cooperativas orientais é de tal modo próxima que é a Same Same que desenha as suas próprias coleções de écharpes. E, este Verão, para comemorar a abertura da sua nova loja na Comporta, apresenta uma série limitada de vinte destes acessórios em seda, com misturas de cores poderosas. Tecidas manualmente por uma das cooperativas de mulheres com quem trabalham na Tailândia, e serigrafadas manualmente em Portugal, as ilustrações têm o cunho da artista Maria Boavida e foram realizadas no seu estúdio Carapau Amarelo.

O gosto de viajar, que começou por uma paixão pela Tailândia, estendendo-se a Oriente na procura dos seus hábitos, cultura, mas acima de tuda da humanidade e amor por trás dos projetos, tornou-se num estilo de vida e numa entrega que traz a Lisboa e ao calor da Comporta peças humanamente tão singulares e únicas. Assim como uma noite de verão.

crónica Saída de Emergência publicada a 9 de Agosto na Vogue

Same Same
Rua de São Marçal, 103, Príncipe Real, Lisboa (fecha as portas para abrir na Comporta até final de Setembro)
Rua do Comércio, 11, Comporta e também no Tróia Design Hotel
Tel. 963 138 878
Facebook aqui
Segunda a Domingo das 10h00 às 14h00 e das 17h00 às 21h00
www.samesamesilver.wordpress.com