Pin it
Pin it
Pin it

O Pestana Tróia Eco-Resort escolheu umas das praias mais bonitas de Portugal para se instalar. Carismática não só pela beleza, mas também pelos recursos naturais da área circundante – as Reservas, os Portos, as Salinas e, mais para o interior, as Vinhas e Olivais -, é neste cenário privilegiado que o grupo Pestana decidiu dar vida a imóveis ecologicamente sustentáveis.

Construídas sobrelevadas no terreno, ajustadas à topografia, e mantendo a permeabilidade do solo, é numa abordagem minimalista que trinta e cinco casas em materiais tradicionais são plantadas a quinhentos metros da praia, através dos sistemas modulares dos arquitetos Alexandre Teixeira da Silva e Miguel Ribeiro de Sousa, da Arquiporto.

Com base no conceito Modular System, o sistema modular de casas em madeira possibilita múltiplas soluções e resultados personalizados. Concebidas para serem transportadas e rapidamente construídas, as moradias inspiraram-se na filosofia de desenho de arquitetos do mundo, como Mies van Der Rohe, Craig Ellwood, Richard Neutra, Charles e Ray Eames, e no trabalho de pesquisa técnica do arquiteto francês, Jean Prouvé. Têm ainda presente a tradição da arquitetura vernacular, bem como a pesquisa arquitetónica dos anos 30, que criou o conceito do “Existenz Minimum”, no qual a sua investigação se baseava em parâmetros comensuráveis mínimos para garantir um nível de habitabilidade e conforto aceitável.

Nas palavras do arquiteto Aldo Rossi – conhecido por usar formas geométricas puras – “as casas conformam-se e deformam-se segundo o lugar e as pessoas”, e estas casas do Pestana Tróia combinam uma interessante abordagem minimalista, um cuidado nos materiais tradicionais, e uma particular atenção nos detalhes de matriz modernista, criando um ambiente funcional, sem perder as linhas elegantes.

Nestas moradias, somos convidados a viver a natureza que, no binómio extroversão-introversão, revela-se na construção de paredes envidraçadas, deixando que a beleza intocada do exterior faça parte da decoração interior.

Ainda em construção, é um privilégio ver acontecer aquele que será um refúgio de fim-de-semana prodigioso. Com a costa de Tróia e da Comporta aos pés, pertencemos a um país em que os mergulhos de inverno não são improváveis. Seja o último dos mergulhos ou o primeiro de muitos, uma coisa é certa: estas casas ecológicas justificam todos os banhos na margem das estações quentes.

crónica Saída de Emergência publicada na Vogue online a 4 de outubro de 2012

 

Pestana Troia Eco-Resort
Townhouses, Troia
Tel. 210 417 081
www.pestanaresidence.com
Facebook aqui