Pin it

Concordo com a medida, achando-a razoável no contexto de tudo o que está a ser implementado pelo Governo. Mas acho injusto os privados pagarem por toda a inércia que testemunho, na máquina grande demais do setor público. No final das contas, o que sinto é que estamos finalmente a viver em realidade, longe dos anos 90, que, na senda do subsídio, nos viciaram na não competitividade e, mais tarde, na ilusão do crédito.

Vivo sem subsídios há anos e nunca senti falta, por isso não viverei esta mudança na pele, mas acredito que obrigará alguns portugueses a definir prioridades e a gerir melhor os seus vencimentos.

Pin it

esta plataforma Atlântica no facebook está aqui