craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade4Pin it

Um elogio à vida rural, assim é o lema do Craveiral Farmhouse. Entre o mar Alentejano e a serra de Monchique, o Craveiral é uma quinta com trinta e oito quartos, que o advogado Pedro Franca Pinto sonhou e concretizou durante oito anos. Ainda em ‘soft opening’ e com alguns detalhes a serem aperfeiçoados, os nove hectares de terra Alentejana ficam a quinze minutos apenas da Zambujeira do Mar e da família de praias, que fazem da Costa Vicentina uma das mais desejadas da nossa costa Atlântica.

O nome Craveiral foi nomeado porque em tempos existiu na quinta uma plantação de cravos. Os mesmos hoje deambulam nas fardas esvoaçantes da muito simpática equipa, que senti empenhada e muito orgulhosa de fazer parte deste projecto especial do Alentejo. A liberdade, essa sente-se na pulsação de quem habita esta morada. O código é de descontração e se o calor do fim de semana ajudou – estiveram mais de 40 graus, foi mesmo um fim de semana muito quente – a ordem é mesmo para relaxar.

A compliment to rural life, so is the motto of Craveiral Farmhouse. Between the Alentejo Sea and the Serra de Monchique, the Craveiral is a farm with thirty-eight rooms, which the lawyer Pedro Franca Pinto dreamed of and concretized for eight years. Still in soft opening and with some details to be perfected, the nine hectares of Alentejo land are only fifteen minutes away from Zambujeira do Mar and the family of beaches that make the Costa Vicentina one of the most desirable on our Atlantic coast.

The name “Craveiral” was named because a planting of carnations once existed on the fifth. The same ones today wander in the flamboyant uniforms of the very friendly team, who felt committed and very proud to be part of this special project of the Alentejo. Freedom, that is felt in the heartbeat of who lives this dwelling. The code is for relaxation and if the heat of the weekend helped – it was more than 40 degrees, it was even a very hot weekend – the order is even to relax.

craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade37Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade25Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade23Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade18Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade5Pin it

Empenho e perseverança foram dois dos ingredientes que Pedro abraçou para fazer erguer a quinta e deixa-la como grande  legado aos seus dois filhos, a Clarinha e o Francisco que fazem com enorme ternura e alegria, as honras da casa.

O imenso detalhe também se faz notar nos oito estúdios com quarto, sala e copa e nas casas com quarto e cozinha equipada. (As casas podem ter um ou dois quartos). As casas feitas com madeiras claras, paredes brancas, pormenores de cortiça escura, e tapetes alentejanos são abençoados por uma escolha nacional, elevando marcas portuguesas presentes nas lindíssimas peças da  DAM, da Wewood, da Exporlux ou da Sachi.

Commitment and perseverance were two of the ingredients that Pedro embraced to make this farm project happen and leave it as a legacy to his two sons, Clarinha and Francisco who, with enormous tenderness and joy, acted as the house hosts.

The immense detail is also noted in the eight bedroom studios, living room and pantry and in the houses with bedroom and equipped kitchen. (The houses may have one or two bedrooms). The houses made out of light woods, white walls, dark cork details, and Alentejo rugs are blessed by a national choice, paying trinute to Portuguese brands present in the beautiful pieces of DAM, da Wewood, da Exporlux or Sachi.

craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade27Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade17Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade12Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade19Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade30Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade14Pin it

Tudo pensado ao mínimo detalhe, Pedro conta com a ajuda dos sócios João Canillho (que durante muitos anos trabalhou numa multinacional de telecomunicações) e Luís Capinha (designer gráfico) também proprietários de uma guesthouse em Lisboa, a Casa Amora. Junta-se a sabedoria da experiência do João e do Luís, ao sonho de Pedro. A informalidade faz parte da mobília e em pouco minutos já nos sentimos da casa. Talvez o calor que se fez sentir neste fim de semana, ajudava à descontração, mas a simpatia dos donos da casa aliada à generosidade do acolhimento faz do Craveiral uma experiência, acima de tudo muito humana.

Nessa humanidade, a quinta fez uma parceria com a Associação Vila com Vida, para num futuro próximo serem contratados  pessoas com Asperger ou Síndrome de Down para o espaço de pizzas feitas em forno de lenha. As pizzas já andam em testes e posso-vos dizer que foi a melhor pizza que comi este ano. O restaurante num estilo ‘Farm To Table’, com projeto arquitetónico de Tiago Silva Dias, oferece pratos tipicamente alentejanos, e quer os pratos, quer as pizzas, os produtos são colhidos na horta da quinta.

Pedro thinks of the smallest detail. João Canillho (who for many years worked in a telecommunications multinational) and Luís Capinha (graphic designer) also owned a guesthouse in Lisbon, Casa Amora. It joins the wisdom of the experience of John and Louis, to the dream of Peter. The informality is part of the furniture and in a few minutes we already feel the house. Perhaps the warmth that was felt this weekend, helped the relaxation, but the sympathy of the owners of the house coupled with the generosity of the host makes the Craveiral an experience, above all very human.

In this humanity, the fifth has partnered with Associação Vila com Vida, so that in the near future people with Asperger’s or Down’s Syndrome will be hired for the space of pizzas made in a wood-fired oven. The pizzas are already undergoing tests and I can tell you that it was the best pizza I have eaten this year. The restaurant in a ‘Farm To Table’ style, with architectural design by Tiago Silva Dias, offers typical Alentejo dishes, and both the dishes and the pizzas, the products are harvested in the farm’s garden.

craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade10Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade26Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade20Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade24Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade1Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade9Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade3Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade11Pin it

Para acompanhar a orquestra natural, já está em construção um centro de interpretação da natureza e um circuito com plantas autóctones. A ideia é o Craveiral ser também uma quinta pedagógica, que explique as características medicinais, gastronómicas e nutritivas da flora e seu o potencial para uma futura linha de cosmética, uma viagem de sensações que passa já pela ideia de cremes e sabonetes com as plantas da quinta.

No estábulo – para onde onde os hóspedes podem levar os seus cavalos – ao lado do centro, já vive no estábulo uma pequena família de animais como o cavalo Quinoa, os burros Cravo e Ferradura e o pequeno pónei Cravinho que faz as delícias das crianças, mas também dos adultos.

To accompany the natural orchestra, a center of interpretation of nature and a circuit with native plants is already under construction. The idea is that Craveiral is also a pedagogical farm, explaining the medicinal, gastronomic and nutritional characteristics of the flora and its potential for a future line of cosmetics, a trip of sensations that goes through the idea of creams and soaps with the plants of the fifth.

In the stable – where where guests can take their horses – next to the center, a small family lives in the stable such as the horse Quinoa, the donkeys Cravo and Ferradura and the little pony Cravinho that delights the children, but also adults.

craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade16Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade34Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade35Pin it

Porque a água é importante no Alentejo, a piscina tem vinte e quatro metros, um jacuzzi e uma piscina interior que com sauna jacuzzi e ginásio, promete ficar pronta no Inverno. No próximo ano, uma outra piscina vai surgir no terreno, para um ambiente mais calmo apenas para vinte e dois hóspedes. Ainda fazendo o elogio à água, a mesma é toda reutilizada, sendo que a que cai dos telhados em dias de chuva é canalizada para um depósito de rega.

Descubra mais sobre o Craveiral Farmhouse aqui.

Because water is important in the Alentejo, the swimming pool is twenty-four meters, a jacuzzi and an indoor pool that with sauna jacuzzi and gym, promises to be ready in the winter. Next year, another pool will arise on the grounds, for a quieter environment only for twenty-two guests. Still praising the water, it is all reused, and the one that falls from the roofs on rainy days is channeled to a watering tank.

Find out more about Craveiral Farmhouse here.

craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade2Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade38Pin it
craveiral-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade21Pin it