O Boubou’s transformou a antiga Toca do Urso no Príncipe Real num restaurante cheio de boa onda, com um terraço onde apetece estar muitas horas. O nome surgiu da união de Agnes e Alexis Bourrat, dois viajantes do mundo que escolheram Lisboa para abrir este novo restaurante da nossa capital. Agnes nasceu em Budapeste, mas tem também nacionalidade inglesa e Alexis nasceu em Lyon, mas tem uma costela portuguesa. Cidadãos do Mundo, a sua historia começa em Londres e porque sempre tiveram espírito aventureiro, depois de dez anos juntos na vida pessoal e profissional, decidem selar em Lisboa esta aventura que funde a sua história de amor com as boas vivências dos últimos anos.

Boubou’s has transformed the old Bear’s Lair in Príncipe Real into an eatery full of good vibes, with a terrace that entices you to while away the hoursThe name comes from the union of Agnes and Alexis Bourrat, two world travellers  who chose Lisbon to open this new restaurant in our capital. Agnes was born in Budapest but with English nationality, while Alexis was born in Lyon but has a Portuguese rib. Citizens of the World, their story begins in London, where after spending ten years together in both their personal and professional lives, their adventurous spirit led them to Lisbon to pursue this adventure that fuses their love story with the good experiences of the last few years.

boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co2Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co1Pin it

O Boubou’s  autonomeia-se como restaurante de bairro e a carta gosta de se mostrar flutuante entre influências portuguesas, asiáticas, sul-americanas e do médio oriente. A maestrina da cozinha, Louise Bourrat (irmã de Alexis), marca Lisboa no seu percurso que passou por cozinhas como a do chef Alain Ducasse, ou do conhecido hotel Mandarin Oriental. Depois de uma passagem pela América do Sul e de uma abertura de restaurante no Chile, é em Lisboa que desafia a equipa da cozinha a criar novos pratos semanalmente que se juntam ao menu fixo.

Boubou’s takes pride in calling itself  a real neighbourhood restaurant, where the menu likes to float between Portuguese, Asian, South American and Middle Eastern influences. At the helm of the kitchen, Louise Bourrat (Alexis´s sister), now adds Lisbon  to the professional trajectory that saw her pass through the kitchens of renowned chef Alain Ducasse and the Mandarin Oriental hotel. After a voyage through South America and opening a restaurant in Chile, it’s in Lisbon that she challenges her kitchen team to create new dishes to join the set menu on a weekly basis.

boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co4Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co6Pin it

Sobre a escolha de Lisboa, a verdade é que temos planos para a vida mas a vida também tem planos para nós. E se Alexis tinha nos seu planos um estágio em Nova Iorque, parece que a falta de possibilidade de visto é que o levou até ao Mandarim Oriental de Londres, onde conheceu Agnes. Ambos os currículos passam por casas como o grupo Mandarin Oriental, o hotel Chiltern Firehouse ou o restaurante Zuma, onde trabalharam lado a lado com chefes de renome como Daniel Boulud, Nuno Mendes e Rainer Becker, mas também gestores de topo como Andre Balazs ou Arjun Waney.

As for their choice of Lisbon, the truth is that although we have plans for life, life also has plans for us. Even though Alexis had planned on an internship in New York, difficulties securing a visa saw him eventually end up at the Mandarin Oriental in London, where he met Agnes. Both resumes include the likes of the Mandarin Oriental group, the Chiltern Firehouse hotel or  Zuma, the  restaurant where they worked side by side with renowned chefs like Daniel Boulud, Nuno Mendes and Rainer Becker, as well as top industry managers like Andre Balazs and Arjun Waney.

boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co3Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co16Pin it

“Quando queres muito uma coisa e estás disposto a dar o litro por ela, ela acaba por acontecer” foi o lema deste casal tão luminoso que inundou de simpatia a rua do Monte Olivete. Estou sempre a dizer que os sítios são as pessoas e claro que o restaurante está lindíssimo e acompanha a vibração luminosa da nossa Lisboa do momento, mas o que faz verdadeiramente diferença é sentir que somos recebidos pela simpatia da Agnes e do Alexis, como se fossemos amigos de longa data. Nota-se sobretudo uma alegria imensa ao chegar, e sei que isto só acontece porque há uma energia genuína, em acolher quem chega, por parte deste casal que irradia o amor que tem um no outro, na partilha de cada detalhe do seu restaurante.

Além do bar e da sala o terraço é assim fantástica de se estar em dias quentes. A carta do Boubou’s apresenta uma diversidade de petiscos, entradas e saladas, pratos, sobremesas e ainda três opções ‘Go Big or Go Home’ para partilha até quatro pessoas. Das três vezes que fui adorei a Couve-flor grelhada, com passas e trufas de verão, a Carne maturada com manteiga de tutano, alface e a maravilhosa Tarte de Figos para provar acompanhada do café servido nas lindíssimas chávenas da Anna Westerlund.

Lisboa está mais cara é um facto, e sinto muitas pessoas a voltar às tascas (e muito bem), mas se todas as tocas (este restaurante era a antiga Toca de Urso) se transformarem assim, penso que há espaço para muito boa evolução na nossa cidade.

“When you want really want something and are willing to give the utmost for it, it ends up happening” is the motto of this couple, whose brilliant charm  flooded the Rua Monte Olivete. I always say that places are essentially about the people,  and even though the restaurant is beautiful and accompanies the brilliant vibrancy of our Lisbon, what really makes a difference is the sensation that we are being warmly welcomed by the charm of Agnes and Alexis, as if we were old friends. Above all, it is an immense joy to arrive at Boubou´s and I know that this is only because there is a genuine energy that welcomes all who arrive, founded on the energy that radiates from this lovely couple and the love they have for each other and  in the sharing of every detail of their restaurant.

In addition to the bar and living room,  the terrace is a fantastic spot to enjoy on those hot days. Boubou’s menu features a variety of appetizers, entrees and salads, main dishes, desserts and three ‘Go Big or Go Home’ options for sharing with up to four people. On the three occasions  I’ve been to Boubou´s I have particularly enjoyed the grilled Cauliflower with raisins and summer truffles, the Meat matured with marrow butter, lettuce and the wonderful Fig Tart, which should be accompanied with coffee served in beautiful Anna Westerlund cups.

That Lisbon has become more expensive is a fact, and I sense many people are returning to taverns (and rightly so), but if all the hidden “lairs” dotted around Lisbon can transform in this way, I think the future of food in our city looks bright indeed.

boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co17Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co5Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co22Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co15Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co12Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co13Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co20Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co8Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co7Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co21Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co26Pin it
boubous-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co24Pin it

© photos Francisco Bahia Nogueira e Sancha Trindade

O que adorei
A alegria, o terraço e as loiças, principalmente as do café da Anna Westerlund
O que melhorava
Apenas melhorava um pouco mais de cerimónia de alguns colaboradores

What I loved
The happiness, the terrace and the different crockery, especially the Anna Westerlund coffee cups
What could improve
I would like to see perhaps just a bit more “ceremony” from the staff.

Boubou’s
Rua do Monte Olivete, 32 Lisboa
+351 213 470 804
website . facebook