Abriu antes do Verão, mas nunca alinho na fuçanga – desculpem-me o vernáculo – de querer ser a primeira a falar dos sítios, antes de os experimentar umas quantas vezes e sugerir um lugar antes do novo restaurante afinar as agulhas do início, preciosas a qualquer projecto que se move na senda da qualidade. Já passaram alguns meses, mas sempre quis partilhar esta morada no início do Outono, por achar que é a estação certa para convidar-vos a um dos restaurantes mais intimistas de Lisboa.

It opened before the Summer, but I never join the stampede of wanting to be the first to talk about new venues in order to avoid the pitfalls of recommending them before they find their feet and fine-tune their offer, a precious bit of breathing space for any project of real quality. It’s been a few months now but I have always wanted to share this venue with you now, at the beginning of Autumn, because I think it’s the best season to invite you in to one of the most intimate restaurants in Lisbon.

Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co24Pin it

O Soão era muito esperado. E mesmo não sendo uma viajante assídua das Avenidas Novas, vale bem a viagem até à Av. de Roma para viver uma das mais cénicas experiências asiáticas de Lisboa. Gosto muito do Grupo Sea Me e dos seus fundadores, por isso confesso que estava muito curiosa sobre este novo restaurante. António Querido e o Rui Gaspar, sócios do grupo, dedicam-se sempre de corpo e alma aos novos conceitos para oferecerem à cidade uma experiência apurada, sempre inspirada nos melhores conceitos do Mundo.

Começo pelo nome, que me encantou de paixão. Eu que me considero uma mulher do Atlântico, tudo o que envolve vento eleva-me sempre a estados de espírito maiores. Há muito que os ares do Oriente sopram na minha vida, já que é dos continentes onde mais adoro perder-me e conhecer-me enquanto viajante. Em Lisboa a magia sopra agora em Alvalade. Lanternas de papel, gaiolas de aves, barris de saké e uma escultura da cabeça de Fujin (um deus japonês do vento) abrem os panos da fachada envidraçada e adivinham o ambiente envolvente que se vive dentro de portas. Idealizados pelo gabinete de arquitectura português GRCA, os dois ambientes diferentes que marcam o espaço térreo e a deliciosa cave abrem-se à Índia, China, Japão, Vietname, Tailândia e Coreia.

Soão was always a much awaited project, and although I am not a regular visitor to the Avenidas Novas neighbourhoods, it is well worth the trip to Av. De Roma to experience one of the most scenic Asian dining experiences in Lisbon. I am a fan of both the Sea Me Group and its founders, so I confess I was very curious about this new restaurant. António Querido and Rui Gaspar, Sea Me Group partners, always dedicate themselves body and soul to new concepts that offer the city a truly refined experience inspired by the best concepts in the world.

I will begin with the name, which enchanted me immediately. I consider myself a woman of the Atlantic – everything involving wind always elevates my spirits and state of mind. The winds of the orient have long blown through my life, as the corner of the world where I most I love to lose and to know myself as a traveller. In Lisbon, this mystical eastern wind now blows in Alvalade. Paper lanterns, bird cages, sak barrels and a sculpture of the head of Fujin (a Japanese god of wind) decorate the glazed façade all hint at the ambience that lives behind its doors. Conceived by Portuguese architectural studio GRCA, the two different spaces created by the ground floor and delightful basement both open us up to a strong sense of India, China, Japan, Vietnam, Thailand and Korea.

soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co31Pin it

No piso térreo funciona uma taberna asiática com trinta lugares e um balcão de sushi com grelhador robata, o epicentro do restaurante e o poiso habitual do chef executivo Luís Cardoso, aprendiz do mestre Takashi Yoshitake no lendário restaurante Aya. Se escolher sentar-se no balcão à frente do chef, (eu adoro sentar-me em balcões na minha cidade, é muito lisboeta), vão poder acompanhar o espetáculo dos pratos de peixe e marisco a acontecer. Das mesas da taberna também é possível sentir os aromas fortes das especiarias, enquanto sentimos o movimento tradicional do oriente. Da Índia chegam as samosas, da Tailândia o pad thai e a salada de papaia verde som tam neua, do Vietname o célebre pho, da China os dim sumJá a carta de sushi e sashimi reúne várias sugestões de gunkansnigirismakis. O da casa, o Soão maki , leva enguia, barriga de atum, flor de sal e yukari, um condimento seco japonês.

On the ground floor is an Asian tavern with thirty seats and a sushi counter with a robata grill – the epicenter of the restaurant and where you will typically find executive chef Luís Cardoso, apprentice to master Takashi Yoshitake of the legendary Aya restaurant. If you choose to sit at the counter in front of the chef (I love sitting at counters in my town, it’s very Lisbon) you’ll be able to follow the spectacle of the fish and seafood dishes being created. Seated at the tavern´s tables, you experience the strong aromas of oriental spices and the traditional hustle and bustle of the east. From India come the samosas, from Thailand, pad thai and the green papaya salad (som ne neua), from Vietnam, the famous pho and from China, dim sum. The sushi and sashimi menu already gathers several suggestions of gunkans, nigiris and makis. The house maki, the maki soya, is composed of eel, tuna belly, salt flower and yukari, a dry Japanese condiment.

soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co30Pin it

O meu coração bate mais no piso inferior. Já sabem como os cenários das fitas do Wong Kar-Wai (obrigatório ver o video deste link) me fazem levitar e por isso todos os cenários que me transportem para essas memórias visuais deslumbrantes, me marquem sempre de maneira invulgar. O mergulho no silêncio do bas-fond oriental, que no Soão se traduz em quatro salas privadas, cada uma com seis lugares é para mim a escolha mais certa deste Soão. A experiência de vento não nos despenteia, antes pelo contrário é intimista e resgata-nos devagar. Pela beleza, pelo sentido cerimonial do espaço, mas também para a disponibilidade para saborear o Expresso do Oriente, o menu de seis pratos e seis bebidas que apenas está disponível nesta romântica e misteriosa cave e que é a selecção das melhores propostas que compõem a carta. O Expresso do Oriente é a sugestão do Soão mais carismática, mas se preferir pode optar por fazer uma escolha à carta.

My heart beats accelerates in the basement. You already know how Wong Kar-Wai movies (don’t miss the video of this link) make me levitate, so any experience that sparks these stunning visual memories always mark me deeply. The dive into the silence of the oriental bas-fond, which in Soão translates into four private rooms, each with six seats, is for me the surest choice of this Soão. Experiencing the light wind did not ruffle our hair, but rather adds to the intimacy and slowly rescues us. For its beauty, for the ceremonial sense of space and for the desire to experience the flavours of the Orient Express – the six-course menu and six drinks that is only available in this romantic and mysterious basement – the Oriental Express is a curated selection of the best offerings that make up the menu . The Orient Express suggested menu is the venue´s most charismatic offering , but you can choose to go à la carte should you wish.

Pin it
Pin it

No encontro da oportunidade, o ‘Ichi-go ichi-e’ sela a filosofia japonesa que inspirou o conceito do bar do Soão. Vasco Martins, head bartender do restaurante, combina especiarias, xaropes caseiros e ingredientes asiáticos, que criam cocktails que remetem para o imaginário dos países do Oriente. Podemos aterrar em Xangai, com um cocktail feito com aguardente chinesa, dragon fruitoyster syrup, ou a Bombaim, um bilhete em estado líquido para uma viagem até à India, feito com rum, manga, canela e xarope de amêndoas. Há ainda cervejas artesanais asiáticas, sakés e destilados coreanos e chineses, como o soju, feito a partir de arroz,e o baijiu, feito a partir de grãos de sorgo fermentado, completam a carta de bebidas.

From the bar, the ‘Ichi-go ichi-e’ seals the Japanese philosophy that inspired the concept of Soão’s bar. Vasco Martins, head bartender, combines spices, homemade syrups and Asian ingredients to create cocktails that reference the imagery of the countries of the East. We can take a trip to Shanghai with a cocktail made with Chinese brandy, dragon fruit and oyster syrup, or to Bombay, a liquid ticket for a trip to India made with rum, mango, cinnamon and almond syrup. Asian craft beers, Korean and Chinese distilled sakis such as soju, made from rice, and baijiu, made from fermented sorghum grains, complete the drinks menu.

soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co11Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co10Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co15Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co13Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co7Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co18Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co20Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co21Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co27Pin it

Já estava encantada, mas a hora do chá cristalizou a imagem mas cénica desta experiência visual. Com uma parceria única em Portugal com Sebastian Filgueras, tea sommeliere fundador da Companhia Portugueza do Chá – lembram-se que fiz com o Sebastien, um Chá Atlântico ‘Todos temos uma história’  – resultaram os ‘seis chás do Soão’. São chás que, pelas suas características, combinam bem com as criações do chef. É o caso do Mao Feng Imperial, um chá verde chinês ideal para acompanhar caldos e sopas, e o Hojicha Style, um chá verde torrificado e sem teína que realça o sabor das carnes. O chá assume igual importância no final da refeição, altura em que acontece a cerimónia do chá.

I was already enchanted, but tea time crystallized the most delicious image of this visual experience. From the unique partnership with Sebastian Filgueras, tea sommeliere and founder of the Portuguese Tea Company – remember that I did with Sebastien, an Atlantic Tea ‘We all have a story’ – comes the range of  “six Soão teas”. These teas have been especially selected to combine well with the chef´s creations. This is the case of the Mao Feng Imperial, a Chinese green tea ideal for accompanying soup and broth, and Hojicha Style, a tepid green tea that enhances the taste of meats. Tea is of equal importance at the end of the meal, when the tea ceremony takes place.

soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co23Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co28Pin it
soao-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-de-sancha-trindade-sancha-co32Pin it

Sem dúvida um vento para absorver em Lisboa, uma cidade Atlântica que recebe este vento quente do Sul de braços abertos, enquanto sela uma grande certeza: o conceito de cave, depois de passar pela doce brisa quente e solarenga deste Soão, jamais poderá ser o mesmo.

Soão´s oriental wind is undoubtedly one to absorb in Lisbon, an Atlantic city that receives this warm wind with open arms, while confirming a great certainty: the concept of basement dining, after experiencing the sweet and sunny breeze of this Soão, will never be the same again.

O que adorei
O sentido de intimidade e a imagem cénica da experiência do chá
O que melhorava
Nada a aclamar ;-)

What I loved
The sense of intimacy and the scenic imagery of the tea experience
What could improve
Nothing to add :-)

Soão Taberna Asiática
Av. de Roma, 100, Lisboa
+351 210 534 499
website . facebook

© photos Paulo Barata e Sancha Trindade