Esta era uma partilha muito esperada e finalmente faço hoje um grande elogio a um projecto que tem por trás um toque de Midas. João Rodrigues já nos habituou ao melhor com a sua lindíssima marca Silent Living que com várias casas – inclui as Casas na Areia, as Cabanas no Rio, ambas na Comporta, e a Casa no Tempo, em Montemor-o-Novo – onde nada há a dizer, senão a aplaudir a sofisticação sustentada por uma sublime simplicidade.

This was a long awaited sharing and I am finally making a big compliment to a project that has a Midas touch behind it. João Rodrigues has already accustomed us to the best with his beautiful brand Silent Living which, with several houses – includes Casas na Areia (means the Houses in the Sand), Cabanas no Rio (means River Hut’s), both in Comporta, and Casa do Tempo (means Time House), in Montemor-o-Novo) – where there is nothing to say but to applaud the sophistication sustained by a sublime simplicity.

ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co16Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co23Pin it

Numa das suas moradas, o Santa Clara 1728, respira em Lisboa uma das casas de jantar mais sublimes da cidade, assinada pelo arquiteto Manuel Aires Mateus, que desenhou este projeto de recuperação deste palácio do século XVIII. Juntar a esta morada um dos chefs mais aclamados da nova geração portuguesa é mais uma carta alta para esta marca visionária que elogia o silêncio, e que manifesta algo de muito ambicioso com a chegada do chef Pedro Pena Bastos.

In one of his residences, the Santa Clara 1728 in Lisbon breathes one of the dining rooms, one of the city’s most sublime, signed by architect Manuel Aires Mateus, who designed this restoration project of this XVIII century mansion. By adding to this room one of the most acclaimed chefs of the new Portuguese generation is yet another high card for this visionary brand that praises silence, and expresses something very ambitious with the arrival of chef Pedro Pena Bastos.

ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sanchaco19Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sanchaco20Pin it

Com um currículo notável e com passagens por Macau, Copenhaga ou Londres, depois de encantar Portugal no Esporão, o chef é agora maestro do Ceia, uma morada mesmo muito especial de Lisboa, com uma mesa onde apenas se sentam catorze pessoas. Sei que sou suspeita porque adoro tudo o que o João Rodrigues imagina com detalhe minucioso para a marca de Portugal, mas foi na morada do Ceia que surgiu a evolução da minha marca, que espero lançar ainda este ano. Por isso também, e pelo elogio dos projectos que elevam o melhor de Portugal, a minha enorme alegria de ver esta mesa apostólica tão bem entregue.

Mas comecemos pelo início. Filmei o meu programa de televisão neste Palácio há dois anos e a missão permanece. Esta é uma casa, para nos conectarmos com o melhor da nossa essência. A pessoal, mas a colectiva também, porque nós, a maravilhosa humanidade deveríamos funcionar no potencial máximo da nossa perfeição como um todo. E é isso que se sente neste palácio português. Assim de repente lembro-me das melhores memórias de infância, as ceias em casa da minha Avó, ou aquelas ceias inesquecíveis que todos temos nas melhores memórias do Verão. Na senda dessa vibração, uma palavra que também nos transporta a uma das mas importantes do dicionário humano, a ‘partilha’. E por isso não somos recebidos como clientes, mas como convidados. Tudo isto generosidade do dono da casa, João Rodrigues, que apesar da sua descrição em aparecer, partilha a grande classe de uma hospitalidade muito apurada, o que faz dos seus projectos dos mais especiais que Portugal tem para oferecer.

With a remarkable curriculum and with passages through Macao, Copenhagen and London, and after charming Portugal at Esporão, the chef is now maestro at Ceia, a very special location in Lisbon, with a dinner table where only fourteen people fit. I know I am a biased as I love everything João Rodrigues imagines with minute detail for the brand of Portugal, but it was in this place at Ceia where the development of my brand appeared, which I hope to launch later this year. For that reason, but also for the praise of the projects that highlight Portugal’s best, my joy is great to see this apostolic table in such good hands.

But let’s start at the beginning. I shot my television program in this palace two years ago and the mission remains alive. This is a house to connect with the best of our essence. On a personal level, but also collectively, as we, the wonderful humanity should work at maximum potential of our perfection as a whole. And that is what you feel in this Portuguese palace. So suddenly I recall my childhoods best memories, the suppers at my grandmother’s house, or those unforgettable suppers that we all have in the best summer memories. In this vibration path, a word that also refers to one of the most important of ‘human dictionary’, the word ‘sharing’. And for that we are not welcome as clients, but as guests. All this comes from the generosity of the owner of the house, João Rodrigues, who despite his discreet presence, shares the great class of a very courteous hospitality, which makes his projects the most special Portugal has to offer. 

ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co21Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co22Pin it

Foi aqui que um viajante do Mundo me acusou de ‘curadora do melhor de Portugal’ e se me permitem a ousadia do rótulo que me foi decretado, digo com toda a convicção que todos os projectos desta casa, onde a forma de viver é silenciosa, é daqueles projectos onde não há nada a apontar, pois está sempre tudo perfeito e inquestionável.

A senda dessa excelência, ilumina-se agora também com a luz do chef Pedro Pena Bastos. Apesar da leveza e juventude, respira-se a milhas a sua auto-estima e porque o João Rodrigues sempre teve um olho visionário, conquistou para a sua casa de jantar um dos chefs mais desejados desta geração. Ao lado de António Galapito do Prado em Lisboa e de Vasco Coelho Santos do Euskalduna no Porto, Pedro Pena Bastos é dotado também de um talento que ilumina tudo o que toca.

Na sua mestria o foco acontece no sabor, na elegância, e na habilidade de elogiar a palavra complexidade mas de uma forma muito simples e natural. Nos mais importantes valores da sua cozinha respiram dois pilares que sustentam o talento do chef: o respeito e carinho pelos produtos e os seus ciclos na Natureza.

It was here a world traveler called me the ‘curator of the best of Portugal’ and if you will allow me to carry this bold label, I affirm with all conviction that all the projects in this house – where the way of life is silent –  have nothing to fix as everything is always perfect and unquestionable.

The path of excellence is now also lit by the light of chef Pedro Pena Bastos. Despite his delicacy and youth, one can breathe his self-esteem from miles away, and as João Rodrigues always had a visionary eye, he has conquered for his dining home one of the most desired chefs of this generation. Side by side António Galapito of Prado in Lisbon and Vasco Coelho Santos of Euskalduna in Porto, Pedro Pena Bastos is also endowed with a talent that illuminates everything he touches.

In his artistry the focus is on taste, on elegance, and on the ability to praise the word complexity but in a very simple and natural way. In the most important values of his cuisine breathe two pillars that underpin the chef’s talent: the respect and affection for the products and their cycles.

ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co24Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sanchaco18Pin it

De Quarta a Sábado, os panos abrem-se às 20h com uma receção para deixar os convidados à vontade uns com os outros, já que a mesa além da experiência sensorial de sabores, tem como o destino também a partilha humana. Na minha experiência tive a graça do Ceia a quatro mãos com o chef António Galapito, mentor do restaurante Prado, que muito considero nos novos projectos de Lisboa.

Além de jovens, estes dois chefes têm a ousadia de orquestrar o seu talento com um jovialidade de garotos como se fazer os seus feitos fosse uma divertida brincadeira. Ambos neste jantar fizeram as honras da casa, cada um a seu tempo, num compasso perfeito, bem discreto como sela a maneira de estar na vida de João Rodrigues. Na sala as presenças de Alexandre e Mário, o chefe de sala e o sommelier do Ceia fazem do jantar uma experiência ainda mais extraordinária. O seus movimentos esvoaçam com uma brisa leve os panos de linho que confortam a sala, e nos livros que João Rodrigues deixou na sala para partilhar com os convidados, está o significado de quem recebe com paixão.

From Wednesday to Saturday, the cloths open up at 8 PM with a reception intended to leave the guests at ease amongst each other, since at the dinner table apart from the sensorial experience of flavours, also has the goal of human partaking. In my experience I was graced bu the four-handed Ceia with chef António Galapito, mentor of the Prado, whom I regard highly in the new projects of Lisbon.

Besides their young age, these two chefs have the audacity to orchestrate their talent with a youthful liveliness as if performing the deeds they do were a fun game. Both hosted this dinner, each in his own time, in a perfect beat, very discreetly as João Rodrigues leads his life. The presence of Alexander who heads the room, and Mário,  the sommelier of Ceia make dinner an even more extraordinary experience. His movements flutter with a light breeze the linen cloths that comfort the room, and in the books that João Rodrigues left to share with the guests, is the meaning of who welcomes with passion.

Pin it

Numa imponência não luxuosa, por trás de cada prato há uma enorme história de reverência. Com uma dedicação assoberbada os poucos elementos que chegam em cada prato fazem dele a sua mestria. Os sabores interpelam-nos e fazem desta viagem uma experiência magnífica.

In a non-luxurious grandeur, behind every dish there is an enormous story of reverence. With an overwhelming dedication, the few elements that arrive in each dish make it his artistry. The flavours appeal to us and make this trip a magnificent experience.

Pin it
Pin it
Pin it
Pin it
Pin it
Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co13Pin it

Com muita complexidade e sublimada de uma forma muito simples, partilho-vos a carta que atravessei na minha experiência: Barriga de atum, pimentão e hibiscus; Feijão bago, berbigão, ameijola, lima e caviar; Mertolenga, couve flor e gamba rosa; Raiz de Aipo, bergamota, ouriço do mar; Lula, caldo de porco, gema curada; Xerém de milhos, algas, capuchinhas. Uma pausa para Pão, manteiga e azeite verde. Seguem-se um Goraz, favas, coentros, azedas; Porco Ibérico, Noz, espigos. Nas sobremesas Morangos, sabugueiro, lima kaffir, Cogumelos, maçã, cacau e nas ‘mignardises’ Escurcioneira, maracujá e bolacha a acompanhar o café de balão, que me emociona sempre por ser uma tradição diária em casa dos meus Pais. Um outro tempo e espaço que não regressam, mas que se faz vivo sempre que uma experiência nos transporta às mais preciosa memória dos afectos e nos emociona também por ser um testemunho de entrega.

Que há algo de Divino nesta experiência não tenho qualquer dúvida, mas o que mais me impressiona é que no mundo dos vivos ainda se possa tocar esse estado etéreo pela mão da humanidade. Uma Ceia que pelas sensações extraordinárias não será certamente a última, porque como tão bem diz o poeta Tolentino Mendonça – e esta sala de jantar sabe isso melhor que ninguém – poderemos “ser uma coisa que Deus toca”.

With a lot of complexity and sublimated in a very simple way, I share with you the menu I experienced:  Tuna Belly, red pepper and hibiscus; Berry beans, cockle, ameijola, lime and caviar; Mertolenga, cauliflower and pink shrimp; Celery root, bergamot, sea urchin; Squid, pork broth, cured yolk; Corn Xerém, seaweed, capuchin. A break for bread, butter and olive oil. Then there is a Bream, fava beans, coriander, sorrel; Iberian pork, walnut, spices. For desserts Strawberries, elderberry, lime kaffir, Mushrooms, apple, cocoa and in the ‘mignardises’,  scurcioneira’, passion fruit and wafer to accompany the balloon coffee, which always excites me as it’s a daily tradition at my parents house. Another time and space that don’t come back but that is made alive whenever an experience transports us to the most precious memory of affections and also moves us to be a testimony of committal. 

I have no doubt there is something divine in this experience, but what strikes me the most is that in this world of the living we can still touch this ethereal state by the hand of humanity. A supper that by it’s extraordinary sensations will certainly not be the last, because, as Tolentino Mendonca poet so well puts it, we can – and this dining room knows this better than anyone else – “to be something that God touches.”

Pin it
Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co30Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co31Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co32Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co33Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co34Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co35Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co36Pin it
Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co37Pin it
ceia-pedro-pena-bastos-antonio-galapito-silent-living-a-cidade-na-ponta-dos-dedos-sancha-co38Pin it

O que adorei
Literalmente tudo.
O que melhorava
Nada a declarar.
What I loved
Literally everything.
What could improve
Nothing to add. :-) 

Ceia
Campo de Santa Clara, 128 Lisboa
+351 910 715 587
website . facebook . instagram

Para me seguir no instagram procure Sancha.Co
To follow me on instagram find Sancha.Co

© photos CeiaJorge Simão e Sancha.Co